Tiago Pereira Santos

Tiago Pereira Santos

  • O lado radical do Bloco que não vai em geringonças

    Diário

    Rosa Pedroso Lima e Tiago Pereira Santos

    Carlos Carujo é um dos subscritores da Moção M, uma lista que vai à Convenção do Bloco de Esquerda que começa esta sexta-feira defender uma mudança da linha seguida pelo partido. Não gostou do acordo feito com o PS em 2015 e nem quer ouvir falar em renovação de votos para a próxima legislatura. Numa convenção marcada pela unidade em torno do projeto de Catarina Martins, esta é uma voz dissonante. A única, quase

  • “Não lhes perdoo”: um ano de 15 de Outubro

    Diário

    Um pastor que perdeu muito do que tinha mas salvou o mais importante - as suas ovelhas. Um casal de antigos bombeiros que vivia junto ao quartel e ainda não consegue perdoar os antigos colegas por não lhes salvarem a casa. Histórias dos incêndios que a 15 de outubro de 2017 devastaram o centro interior de Portugal. Ao longo de um ano, uma equipa de reportagem da SIC acompanhou a vida destas e de outras pessoas que, depois da tragédia, passaram a viver “um dia de cada vez”

  • O ministro que sabia de menos

    Diário

    Azeredo Lopes nunca soube de nada. Ouvindo as suas sucessivas declarações ao longo do último ano, conclui-se que o ministro da Defesa foi sabendo dos desenvolvimentos do assalto a Tancos ou pelos jornais ou com a mesma informação que seria noticiada nos jornais. Tancos não é um mistério, são muitos

  • É isto que resta quando o mundo acaba

    Multimédia Expresso

    “Na guerra alguém vai morrer e alguém vai viver”, dirá o homem responsável por mandar os outros homens para a linha de fogo. “Estamos a ver crianças e mulheres a serem mortas: devemos continuar a aplicar as regras administrativas ou devemos tomar a nossa responsabilidade e salvar o maior número de vidas possível?” Esta é uma viagem por um dos territórios mais perigosos do mundo mas também o culminar de uma longa viagem de dois anos de um grupo de jovens portugueses que entrou nos Comandos e que o Expresso acompanhou por dentro. E que foram para a República Centro-Africana tentar salvar as vidas daqueles que perderam quase tudo. “Não tenho outra imagem do mundo que não seja este sítio. Penso que o mundo acabou e que, do mundo, só resta este lugar.” E não é um bom lugar. Mas existe

  • É isto que resta quando o mundo acaba

    Diário

    É uma guerra à qual ninguém chama oficialmente “guerra”, mas onde morrem centenas de pessoas todos os anos. Não somos nós que o dizemos, são os números: a República Centro-Africana é um dos piores países para viver. Esta é uma viagem por um dos territórios mais perigosos do mundo mas também o desfecho de uma longa história de dois anos de um grupo de jovens portugueses que entrou nos Comandos e que o Expresso acompanhou por dentro. “Sabemos que não vamos mudar o mundo aqui. Mas nem que seja a mais pequena diferença, nós vamos fazê-la”

  • Está escrito nas estrelas: o mapa astral da Aliança de Santana

    Política

    A Aliança, o novo partido de Pedro Santana Lopes, nasce esta quarta-feira com a entrega no Tribunal Constitucional das mais de 7.500 assinaturas necessárias. Estava escrito nas estrelas, costumava dizer o ex-enfant terrible do PSD, a quem Durão Barroso um dia comparou a “uma espécie de Zandinga ...”. O perfil astrológico da Aliança, que se apresenta sob o signo Virgem, vê “um futuro marcado pela acutilância e pela ação certeira”, com riscos de “alguns excessos e falta de concretização”. Não lhe faltará “capacidade de avançar sem medo”. Adivinhe, qual a maior compatibilidade astrológico dos nativos em Virgem: é com Touro, o signo do PSD