Cultura

Debaixo de fogo, hackers pedem resgate à HBO

Já com o guião divulgado,‘The Spoils of War’ foi o episódio mais visto de sempre de “A Guerra dos Tronos”

Um grupo de piratas informáticos, intitulado “Mr. Smith”, está a exigir 6 milhões de dólares para não divulgar novas informações sensíveis do canal norte-americano. Apesar do último ataque, o episódio desta semana de “A Guerra dos Tronos” foi o mais visto de sempre

Os piratas informáticos parecem estar cada vez mais interessados no roubo de material aos canais de televisão e produtoras de cinema e a HBO não é exceção. Depois das notícias que deram conta de ataques à Sony e à Netflix — chegaram a ser divulgados os episódios da mais recente temporada de “Orange is the New Black” —, chegou a vez de o gigante responsável por “A Guerra dos Tronos” ter de entrar numa batalha contra os hackers. Numa mensagem de vídeo, os atacantes exigiram a Richard Plepler, CEO da HBO, seis meses do seu salário (cerca de 6 milhões de dólares), que deveria ser entregue em bitcoins.

De acordo com fontes ligadas ao processo, em causa estará a possível divulgação de novos guiões das séries de maior sucesso do gigante televisivo, assim como episódios inéditos de programas do canal e “informações prejudiciais à HBO.” Nos últimos dias, e de acordo com a imprensa internacional, os hackers conhecidos pelo nome “Mr. Smith” publicaram vários documentos importantes. Entre os vários meios, parece certa a divulgação do argumento de cinco episódios de “A Guerra dos Tronos” (um deles ainda inédito), assim como e-mails de Leslie Cohen, vice-presidente da HBO com informações sobre programação e outros e-mails internos do canal.

Segundo o “The Guardian”, poderão também ter sido roubados ainda os telefones e os endereços de e-mail de vários atores da série criada a partir dos livros de George R.R. Martin, assim como cópias de contratos e ofertas de emprego. Em comunicado, a própria HBO admitiu que este tipo de ataque “resultou no comprometimento de informação privada.”

Por enquanto, os sucessivos ataques não estão a prejudicar as audiências e ‘The Spoils of War’ — episódio que estreou esta segunda-feira em Portugal, depois da emissão de domingo nos Estados Unidos — foi o mais visto de sempre de “A Guerra dos Tronos”. O quarto capítulo, cujo guião foi divulgado na semana passada, foi visto por 10,2 milhões de telespectadores em direto nos EUA, superando ‘Dragonstone’. O episódio da semana passada tinha alcançado a marca dos 10,1 milhões em direto (subindo acima dos 30 milhões contabilizando as gravações, o streaming e as gravações automáticas durante a semana).