• O papelinho com códigos secretos do 25 de Abril

    Diário

    Cristina Margato

    Durante 44 anos um papel pequenino permaneceu esquecido num arquivo muito particular: o de Sousa e Castro, um dos homens que esteve na génese do 25 de Abril, encarregado de entregar os últimos planos traçados por Otelo Saraiva de Carvalho para a operação militar que teria lugar no dia 24. O papel foi descoberto por um dos voluntários da Ephemera - Arquivo e Biblioteca de José Pacheco Pereira, Joaquim Matos. O Expresso falou com o próprio Sousa e Castro, com Otelo Saraiva de Carvalho e também com a historiadora Maria Inácia Rezola, reconstituindo parte do que aconteceu na noite e madrugada de 23 para 24, e que dá contexto a essa pequena nota

  • Já chegou o sistema operativo humano

    Diário

    Catia Mateus

    A tecnologia está a reforçar a importância das pessoas nas empresas. Não, não é um contrassenso. Uma em cada cinco funções hoje desempenhadas por humanos nas empresas terá desaparecido em cinco anos, mas os gestores estão a apostar cada vez mais na qualificação e motivação do seu talento. Um estudo da consultora Mercer fala de uma nova era na gestão de pessoas, a do “sistema operativo humano”

  • Do alto da minha torre vos conquisto

    Diário

    Noiserv e Manuel Fúria (textos), Rita Carmo (fotos)

    Esta é uma crítica a música feita por músicos: Noiserv foi ver Arcade Fire e saiu do ringue de boxe do Campo Pequeno, em Lisboa, a perceber como é “impressionante a vitalidade que algumas músicas podem ter quando realmente acreditamos nelas”; Manuel Fúria decidiu não ir e explica porquê: “porque luto por um compromisso moral perante a existência”. Mas antes de ler experimente vertigens: a fotografia de Rita Carmo que abre este artigo mostra um dos músicos a olhar para os seus discípulos a partir do seu altar - e é tão comovente quanto triunfal. Os Arcade Fire são assim

  • Qual a renda máxima que o senhorio pode cobrar para ter benefícios fiscais no novo programa de arrendamento?

    Diário

    Há um novo programa de arrendamento acessível que prevê um alívio fiscal para os senhorios, desde que cobrem rendas mais baixas. Fizemos as contas e estes são os valores máximos que os proprietários podem pedir nas freguesias de Lisboa e do Porto para ter acesso aos benefícios. Consulte a tabela e veja se compensa

  • Altice já tinha poder de veto em negócios da PT antes de ter luz verde para a comprar

    Diário

    Anabela Campos

    A Comissão Europeia foi menos dura do que podia ter sido com a Altice, aplicou uma coima que não chegou a 1% do volume de negócio mundial da empresa, quando podia ter subido até aos 10%. Mas fica o aviso: as regras da Concorrência na Europa são para cumprir e é a segunda vez que a Altice incumpre. Depois de investigar, Bruxelas concluiu que antes de a compra da PT estar aprovada, a Altice já tinha poder de influência decisivo nos destinos da operadora portuguesa, e exercia-o. A Altice discorda e vai recorrer judicialmente da coima de 125 milhões de euros