Diário

“Não se dizia que não a Ricardo Salgado”

Hélder Bataglia, o homem-forte do Grupo Espírito Santo em África

O Expresso pré-publica parte do novo livro do jornalista Fernando Esteves, “A Sangue Frio”, editado pela Matéria-Prima, sobre a Operação Marquês e as “ligações intricadas” entre José Sócrates e outras figuras implicadas no maior inquérito-crime sobre corrupção em Portugal. O excerto que revelamos reproduz o momento em que Hélder Bataglia, o homem-forte do Grupo Espírito Santo em África, conta ao Ministério Público como o banqueiro Ricardo Salgado lhe pediu para fazer chegar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegado testa de ferro do ex-primeiro-ministro socialista

Fernando Esteves

Hélder Bataglia nasceu há 69 anos no Seixal e teve uma parceria de décadas com Ricardo Salgado, até o império BES ruir e com ele se desmoronar a amizade entre os dois. O depoimento de Bataglia na Operação Marquês é considerado o mais importante de todos os que foram realizados. Motivo: foi ele o responsável pela ligação entre Ricardo Salgado e José Sócrates. (…)

Ainda hoje a ESCOM tem negócios na Holanda, no Congo, na África do Sul e em Portugal, entre outros países. Bataglia continua a ser um homem rico. Tem, entre muitos outros bens, casas valiosas em Lisboa e Luanda e um barco luxuoso que durante anos utilizou para, juntamente com a família e os amigos, rumar a destinos paradisíacos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)