Diário

CTT públicos? Esquerda pressiona e diz que “não se percebe” a demora, PS quer mais tempo para avaliar

alberto frias

PCP, BE e PEV querem que os CTT voltem às mãos do Estado e exigem “coragem política”. Governo acolheu proposta do PS para avaliar processo. Projetos vão a votos esta sexta-feira

Mariana Lima Cunha

texto

Jornalista

Alberto Frias

fotos

Fotojornalista

A esquerda não tem dúvidas: o serviço prestado pelos CTT, desde que a empresa foi privatizada em 2014, deteriora-se a olhos vistos. Mas mesmo assim não há consenso quanto às soluções. É que se para PCP, BE e PEV é claro que a resposta tem de ser a reversão da privatização – voltando a colocar a empresa nas mãos do Estado –, o PS aborda a questão com cautela.

A questão é espinhosa para a maioria parlamentar, uma vez que nesta sexta-feira se volta a discutir a reversão – ou não – do negócio no Parlamento e a esquerda não está completamente de acordo. Tanto PCP como BE acreditam que o PS está a atrasar desnecessariamente o processo e que a empresa deve voltar a ser pública o quanto antes.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)