Diário

O filme da campanha no PSD em 36 soundbites

Rui Rio e Pedro Santana Lopes nas jornadas parlamentares em outubro, onde participaram a convite de Pedro Passos Coelho

Lucilia Monteiro

São 36 frases – 18 de Rui Rio e outras tantas de Santana Lopes – que marcaram a luta pela liderança do PSD. Falam dos objetivos e da vitória, do passado, da relação com António Costa e o PS, da direita. E trocaram picardias: “sou mais estável”, disse Rio, que Santana acusou de ter uma “visão limitada e paroquial”

Rui Rio

“Santana foi uma quarta opção. Queriam que Passos Coelho continuasse, ele entendeu não continuar. Depois tentaram Luís Montenegro, depois Paulo Rangel, depois Santana Lopes, que aceitou. Se não tivesse aceitado, ainda haveria a tentativa de um quinto”
Expresso 28/10/2017

Pedro Santana Lopes

“Foste o primeiro vice-presidente e nunca me disseste isso, nem publicamente nem privadamente”
Debate RTP 04/01/2018

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido

  • Rui Rio promete meter o PSD na ordem

    “Deixe-me ganhar que vai ver como as coisas são”, disse Rui Rio no último debate com Santana, falando dos críticos internos. “Este clima tem de acabar”, reclamou o ex-autarca do Porto, comentando uma entrevista de Miguel Relvas. O frente a frente desta manhã na rádio foi o mais esclarecedor, o mais objetivo e o menos quezilento de todos