Diário

Orlando Figueira tem aliado de peso. Carlos Alexandre acredita na sua inocência

Superjuiz depôs esta terça-feira no caso Fizz e disse acreditar na inocência do principal arguido. “Nunca encontrei um traço na personalidade que ponham em causa a sua honradez e a sua confiabilidade.”

Carlos Alexandre é amigo há décadas de Orlando Figueira, o procurador acusado de se ter deixado corromper

Carlos Alexandre é amigo há décadas de Orlando Figueira, o procurador acusado de se ter deixado corromper

Marcos Borga

Era um dos depoimentos mais aguardados do julgamento da Operação Fizz, sobre o caso da alegada corrupção de um procurador do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) pelo antigo CEO da Sonangol e ex-vice-presidente angolano Manuel Vicente.

Conhecido há vários como o super-juiz, pelo papel que tem tido no Tribunal Central de Instrução Criminal ao longo dos anos em muitos dos processos-crime mais mediáticos e relevantes em Portugal, Carlos Alexandre foi ao Campus da Justiça, em Lisboa, testemunhar na qualidade de amigo de um dos acusados, precisamente o procurador do DCIAP suspeito de ter sido corrompido, Orlando Figueira.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)