Diário

Portugal prepara emissão de dívida à taxa de juro mais baixa de sempre

d.r.

Com os juros das Obrigações do Tesouro abaixo de 1,9% a 10 anos e 2,9% a 30 anos, o Estado deverá conseguir novos mínimos nos dois leilões desta quarta-feira

Portugal deverá conseguir colocar amanhã dívida a 10 e 30 anos às taxas de juro mais baixas de sempre em emissões de obrigações. Isto porque os juros no mercado secundário continuaram a cair e atingiram esta terça-feira o nível mais baixo desde final de janeiro. O Estado português tem agendados para a manhã desta quarta feira dois leilões a 10 e 30 anos com o objetivo de colocar entre 1000 e 1250 milhões de euros, aproveitando a tendência de descida do custo de dívida alimentada pela continuação da política de estímulos do Banco Central Europeu.

Para que haja novos mínimos em emissões de dívida nestes prazos basta que a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) pague menos de 1,9% a 10 anos e de 3,1% na linha de obrigações que vence em 2045 (e que continua a servir de referência a 30 anos). Algo que parece altamente provável tendo em conta que que os juros no mercado secundário estão abaixo destes limiares.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)