Diário

Os tróleis continuam elétricos, mas agora armazenam energia

d.r.

Há uma nova geração de tróleis preparados para serem mais silenciosos, mais eficientes e mais amigos do ambiente. O primeiro exemplar, agora entregue ao município de Limoges, em França, recarrega baterias enquanto está ligado às catenárias, para depois poder andar em modo elétrico nos troços sem rede

O Porto já os teve e Braga também. Ainda os há em Coimbra, embora com algumas paragens técnicas pelo meio. Os tróleis, porém, já não são o que eram. Evoluíram com o andar da carruagem.

A cidade de Limoges, em França, acaba de receber o primeiro trólei de última geração, batizado CREALIS In-Motion-Charging. É produzido pela Iveco Bus e promete revolucionar a mobilidade nas cidades e nos seus perímetros suburbanos.

Aparentemente, é um trólei igual a tantos outros, que alguns de nós nos habituámos a ver desde os anos cinquenta do século passado em algumas cidades portuguesas e noutras, europeias, por onde tenhamos passado.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido