Economia

Turismo com 40 milhões de dormidas até agosto

Apesar do crescimento em agosto ter sido menor que em julho, o aumento em dormidas no acumulado do ano é de 7,4%. Os turistas norte-americanos deram um salto de 43,6% em agosto e o maior crescimento verificou-se nos Açores

Agosto voltou a ser um mês de crescimento para o turismo, embora a um ritmo menor do que se verificou em julho. Nos primeiros oito meses Portugal recebeu 14 milhões de hóspedes e 39,9 milhões de dormidas, num crescimento respetivo de 8,6% e 7,4%. Os proveitos no acumulado do ano até agosto aumentaram 16,1% para €2,3 mil milhões.

Os dados, hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), revelam ainda que os hotéis nacionais registaram 2,4 milhões de hóspedes e 7,8 milhões de dormidas, em agosto, correspondendo a crescimentos de, respetivamente, 4,6% e 3,2% face ao mês homólogo do ano passado (em julho o aumento tinha sido de 6% e 4,7%, respetivamente). Os proveitos dos hotéis neste mês-pico do verão subiram 12,3% para €502,8 milhões.

O aumento do turismo em agosto verificou-se em todas as regiões do país, com destaque para os Açores (15,8%), o Alentejo (6,4%) ou o centro de Portugal (6,2%).

Para Ana Mendes Godinho, secretária de Estado do Turismo, os resultados de agosto comprovam que "o turismo é uma das atividades económicas que, mês após mês, continua com resultados muito positivos".

Os mercados (emissores) que mais cresceram em agosto face ao mês homólogo do ano passado foram os Estados Unidos (43,6%), Suécia (30,6%) e Brasil (30,1). Os turistas ingleses registaram um ligeiro aumento de 1,2% nas dormidas, o mercado espanhol recuou 5,7% e o francês 5,9%.

A secretária de Estado do Turismo conclui que "o turismo está a crescer mais de 16% nos proveitos, mais de 8% em hóspedes e mais de 7% em dormidas. É muito interessante verificar que o crescimento está a acontecer principalmente na época baixa, pelo que em agosto a taxa de crescimento é naturalmente inferior à dos outros meses".