Economia

Bolsa de Nova Iorque regista segunda maior quebra da história do seu principal índice

Fevereiro de 2018 já regista mais quedas históricas diárias em pontos do índice Dow Jones 30 do que outubro de 2008, no auge da última crise financeira. Na quinta-feira, o índice recuou 1032,89 pontos, ficando apenas atrás do máximo histórico de quebra de 1175,21 pontos na segunda-feira

Jorge Nascimento Rodrigues

O principal índice bolsista de Nova Iorque, o Dow Jones 30 (DJ 30), perdeu na quinta-feira 1032,89 pontos, a segunda maior queda diária em pontos da sua história. O máximo histórico em quebras diárias registou-se na segunda-feira passada, quando o DJ 30 perdeu 1175,21 pontos.

O mês de Fevereiro já regista três quedas históricas diárias superiores a 615 pontos ocorridas nas sessões dos dias 2, 5 e 8. A maior foi a da segunda-feira negra desta semana.

São já mais quedas históricas do que em outubro de 2008, no auge da última crise financeira, quando o DJ 30 caiu 678,91 pontos no dia 10 e 733,08 pontos na sessão de 15.

Na lista das 10 maiores quedas diárias, superiores a 615 pontos, as duas principais ocorreram esta semana, seguindo-se quatro quebras em 2008 (uma em setembro, duas em outubro e uma em ezembro), uma em outubro de 2001, outra a 2 de fevereiro de 2018, e, finalmente, mais duas, em agosto de 2011 e abril de 2000.

Com as três quedas históricas já registadas em fevereiro, o DJ 30 perdeu quase 9% da sua capitalização desde início do mês. Apenas o índice MERVAL, de Buenos Aires, caiu mais, perto de 12%. As bolsas de Frankfurt, Seul e Madrid perderam 8,6%, 8,4% e 8,1% respetivamente desde início de fevereiro.

À escala mundial, o índice MSCI global já perdeu 7,6% desde início de fevereiro. O índice MSCI para os EUA que abarca as duas bolsas (New York Stock Exchange e Nasdaq) caiu 8,5%. Segundo os índices MSCI, a 'região' da Ásia Pacífico perdeu 5,8%, menos do que a zona euro, que recuou 7,5%, e abaixo da queda para a América Latina, que desceu 6,8%.

  • Wall Street volta a registar uma queda acentuada

    O Dow Jones Industrial Average, que reúne os 30 grandes nomes de Wall Street, perdeu 4,15%, ou seja 1.032,89 pontos, tendo encerrado em 23.860,46 pontos. Desde o recorde atingido em 26 de janeiro, o Dow Jones já perdeu 10,35%