Economia

Exportações sobem mas défice comercial não pára de aumentar

Tiago Miranda

Em janeiro passado, o défice da balança comercial atingiu 1.249 milhões de euros, “o que representa um acréscimo de 245 milhões de euros face ao mesmo mês de 2017”, assinala o INE

As exportações e importações aumentaram 9,6% e 12,4%, respetivamente, em janeiro face ao mesmo mês de 2017, acelerando ambas face ao mês anterior, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Em dezembro de 2017 a variação homóloga nominal das exportações e importações de bens tinha-se situado nos 0,0% e -0,5%, pela mesma ordem.

Em janeiro passado, o défice da balança comercial atingiu 1.249 milhões de euros, “o que representa um acréscimo de 245 milhões de euros face ao mesmo mês de 2017”, assinala o INE.

Já excluindo os combustíveis e lubrificantes, a balança atingiu um saldo negativo de 742 milhões de euros, um agravamento de 132 milhões de euros em relação a janeiro de 2017.

Nas estatísticas do comércio internacional relativas a janeiro de 2018, o INE refere que “mais de metade (62%) do acréscimo nas exportações esteve associada ao “material de transporte”, tendo o impacto desta categoria sido também “significativo nas importações”, respondendo por 24% do acréscimo face a janeiro de 2017.

Segundo o instituto estatístico, as exportações cresceram 9,6% em termos homólogos “maioritariamente devido ao aumento de 10,4% registado no comércio intra-UE (+2,1% em dezembro de 2017)” e as importações aumentaram 12,4% “principalmente em resultado da evolução das importações de países intra-UE que aumentaram 13,6% (+2,9% em dezembro de 2017)”.

Excluindo os combustíveis e lubrificantes, e em termos homólogos, em janeiro de 2018 as exportações cresceram 11,6% e as importações aumentaram 12,9% (respetivamente -0,7% e +1,7% em dezembro de 2017).

Face a dezembro de 2017, em janeiro as exportações aumentaram 17,4% refletindo a evolução verificada nas exportações para os países intra-UE, dado que no comércio extra-UE se verificou uma redução.

Já as importações cresceram 10,1% “devido ao comportamento de ambos os tipos de comércio”.

Quanto ao tipo de bens comercializado, o INE destaca, em janeiro, os aumentos nas exportações de material de transporte (+37,4%) e fornecimentos industriais (+8,7%), enquanto nas importações evidencia os crescimentos verificados no material de transporte (+19,8%), máquinas e outros bens de capital (+17,5%) e fornecimentos industriais (+8,8%).

Quanto ao trimestre terminado em janeiro de 2018, as exportações e as importações aumentaram 7,3% e 7,4%, respetivamente, face ao período homólogo (respetivamente +8,2% e +10,1% no quarto trimestre de 2017).