Economia

Empréstimos mais longos, dívida mais curta

Mário Centeno e Tsakalotos foram dois dos protagonistas das negociações do acordo grego no Eurogrupo 
que terminaram já na madrugada de sexta-feira no Luxemburgo

JULIEN WARNAND/EPA

Extensão do empréstimo a Portugal ‘emagrece’ dívida em €5000 mil milhões e poupa €300 milhões em juros

A famosa frase “tempo é dinheiro” pode fazer sentido em muitas situações, mas pode não ser totalmente fiel à realidade quando se olha para a questão a partir de uma pilha de dívida de mais de €50 mil milhões para pagar aos dois fundos de resgate sediados no Luxemburgo. Para a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP), que gere a dívida pública portuguesa, a extensão para 30 anos do prazo de pagamento de algumas das parcelas do empréstimo de um dos fundos, o Mecanismo Europeu de Estabilidade Financeira (MEEF), representa menos para pagar.

Para continuar a ler clique AQUI