EDP Open Innovation

Dias de Energia: "A energia em Portugal está do lado da solução, embora haja quem teime no contrário"

António Mexia reuniu com os membros das equipas que a EDP escolheu para investir e fazer parcerias no Free Electrons

Alexandre Lopes

Em conversa com o Expresso, o CEO da EDP falou do impacto que a burocracia ainda tem na inovação mas deixou a certeza que a ligação com as startups é o caminho do futuro. Assim como a eletrificação da economia

Numa sala reservada do Café Moscovo, em pleno centro de Berlim, ouviam-se perguntas em inglês, respostas em inglês e comentários de lado a fazer lembrar uma versão moderna da Torre de Babel. As perguntas eram feitas por membros de startups de todo o mundo e dirigidas a António Mexia. O CEO da EDP tinha viajado a Berlim para acompanhar o último dia do Free Electrons (competição de empreendedorismo cuja edição deste ano pode conhece melhor aqui) e estar reunido com as ideias inovadoras da energia em que a operadora portuguesa decidiu apostar.

"Queremos estar virados para o internacional", contou ao Expresso, após a conversa com os empreendedores para entender "como olham para a empresa" e aquilo que esperam da relação para os próximos tempos. "Agora já não concorremos com as utilities, mas sim com outras startups e projetos", atira.

Por isso a EDP decidiu desenvolver uma cadeia de incorporação de novas ideias e negócios que começa com a base do Open Innovation, o projeto onde se juntou ao Expresso e cuja componente prática da sétima edição (organizada pela Beta-I) arranca já na próxima semana, 17 de outubro. Foi um dos primeiros passos para acompanhar a "mudança necessária."

"Demora tempo? Demora"

Mudança que, muitas vezes, ainda esbarra nas barreiras regulatórias: "a inovação dá-se mal com a burocracia", garante, de tal forma, que muitas vezes "transforma um produto bom num mau. " Contudo, reconhece que "a visão de Portugal mudou muito para este sistema," o que para António Mexia significa que na Europa estamos perante uma oportunidade única de fazer mais frente a Silicon Valley e trazer para cá boas empresas da próxima geração.

Sobretudo em áreas como big data, armazenamento de energia ou mobilidade elétrica, que não é por acaso que estão representadas entre os dez finalistas do Open Innovation. A energia será muito mais elétrica, descarbonizada, limpa e inteligente", prevê, ao mesmo tempo que deixa a certeza que "não vamos reconhecer a maneira como utlizamos a energia."

A equipa da EDP numa foto de família com membros das quatro empresas em que investiu e nove com que realizou parcerias no final da 2ª edição do Free Electrons

A equipa da EDP numa foto de família com membros das quatro empresas em que investiu e nove com que realizou parcerias no final da 2ª edição do Free Electrons

Alexandre Lopes

Trata-se de dar "poder às pessoas", e o CEO fala mesmo da importância de encontrar soluções que coloquem o cliente no centro. "A digitalização deve ser inclusiva. A questão é como se injeta esta noção", avisa, num campo onde não tem dúvidas que "as utilities já estão na linha da frente."

Para o futuro, António Mexia lembra que "a energia em Portugal está do lado da solução, embora haja quem teime no contrário." E que na busca destas soluções, a aposta neste tipo de competições de empreendedorismo faz cada vez mais sentido, até para afastar a "tentação de tecer narrativas de ganhadores contra perdedores." Com uma certeza: "Demora tempo? Demora."

O Expresso viajou a Berlim a convite da EDP

  • Dias de Energia: o filme do mais recente EDP Open Innovation

    A sexta edição do EDP Open Innovation viu a equipa espanhola Rated Power a ganhar o grande prémio de €50 mil e as três melhores equipas a garantir um bilhete para a Web Summit. Até ao arranque do EDP Open Innovation, acompanhe os "Dias de Energia" no site do Expresso e nas plataformas do grupo Impresa para estar a par dos melhores exemplos do sector. E do que pode fazer para estar na companhia deles e dos vencedores do ano passado. Resposta? Clicar no link no texto e candidatar-se

  • Dias de Energia: as ideias que chegam a Silicon Valley via Portugal

    O programa de EDP e Beta-I que desenvolve os projetos mais inovadores do campo da energia passou por Portugal, foi à Austrália e agora está no centro da inovação mundial. E mostra o que os concorrentes do EDP Open Innovation podem conseguir se acelerarem os seus projetos. Acompanhe os "Dias de Energia" no site do Expresso e nas plataformas do grupo Impresa para estar a par dos melhores exemplos do sector. E do que pode fazer para estar na companhia deles. Resposta? Clicar no link no texto e candidatar-se

  • O que esperar do Open 2018

    O programa de empreendedorismo do Expresso e da EDP já está a receber candidaturas para a sétima edição. É você que vai ganhar €50 mil e um lugar na Web Summit?

  • Seja o herdeiro da história de sucesso do Open

    Já estão a decorrer as candidaturas para a sétima edição do programa de empreendedorismo do Expresso e da EDP e o seu projeto de negócio pode ser o vencedor do grande prémio de €50 mil. E juntar-se ao caminho de sucesso dos três últimos vencedores

  • Dias de Energia: o caminho dos eletrões rumo aos €50 mil do Open Innovation

    Conheça o Free Electrons, o programa de EDP e Beta-I que leva empresas de todo o mundo por uma viagem com paragens por Lisboa, Austrália e Sillicon Valley para desenvolver os projetos mais inovadores do campo da energia. Até ao arranque do EDP Open Innovation, acompanhe os "Dias de Energia" no site do Expresso e nas plataformas do grupo Impresa para estar a par dos melhores exemplos do sector. E do que pode fazer para estar na companhia deles. Resposta? Clicar no link no final do texto e candidatar-se

  • Dias de Energia: o país que está ligado à corrente das renováveis

    Portugal está no pelotão da frente na incorporação das fontes alternativas na rede energética nacional e quer continuar a dar cartas para um futuro que está já aí ao virar da esquina. Até ao arranque do EDP Open Innovation, acompanhe os "Dias de Energia" no site do Expresso e nas plataformas do grupo Impresa para estar a par dos melhores exemplos do sector. E do que pode fazer para estar na companhia deles. Resposta? Clicar no link no final do texto e candidatar-se

  • A aldeia solar que mostra o caminho

    Energia. Os moradores de Valverde estão a testar um sistema de produção e armazenamento de energia que lhes permite poupar na fatura e ajudar o ambiente

  • Dias de Energia: o que pode aprender com os vencedores de 2017 enquanto prepara a sua candidatura para 2018

    Com 20 clientes espalhados por mais de 50 países, a Rated Power não esconde a importância da participação no EDP Open Innovation. Para ser o sucessor desta empresa, só tem até 10 de setembro. É a data limite para candidatar-se à competição de empreendedorismo do Expresso e da EDP e ter a oportunidade de ganhar €50 mil e um lugar na Web Summit. Até ao arranque, acompanhe os "Dias de Energia" no site do Expresso e nas plataformas do grupo Impresa para estar a par dos melhores exemplos do sector

  • Dias de Energia: saiba quem já está na corrida do Open. E não se esqueça que só tem até à meia-noite de hoje para se juntar

    Programa recebe projetos de todo o lado. E você, responde à última chamada? HOJE é a data limite para candidatar-se à competição de empreendedorismo do Expresso e da EDP e ter a oportunidade de ganhar €50 mil e um lugar na Web Summit. Até ao arranque, acompanhe os "Dias de Energia" no site do Expresso e nas plataformas do grupo Impresa para estar a par dos melhores exemplos do sector

  • Dias de Energia: os 10 finalistas de 2018

    Empreendedorismo: 10 países, 10 projetos. Já temos a composição final do EDP Open Innovation. Após a fase de candidaturas, os projetos finalistas da sétima edição da competição já começam a aquecer, para ver quem ganhará os €50 mil do grande prémio e três lugares na Web Summit. Uma viagem pelo sector da energia, que nos pode oferecer uma janela do que vai ser o futuro. É hora de conhecer os eleitos