Internacional

Ministro fala em “tentativa de atentado” nos Campos Elísios

THOMAS SAMSON/GETTY

Um carro embateu esta tarde numa viatura policial, incendiando-se. Ministro francês do Interior, Gérard Collomb, confirmou que o carro tinha armas e explosivos no interior, estando em causa uma “tentativa de atentado”. O motorista morreu

Uma operação policial foi acionada em Paris, tendo a polícia montado um perímetro de segurança na zona dos Campos Elísios, depois de um carro ter colidido com uma carrinha da polícia, incendiando-se quase de imediato. Inicialmente as autoridades não esclareceram se se tratou de um acidente ou de uma ação intencional, mas o ministro francês do Interior, Gérard Collomb, confirmou posteriormente ter-se tratado de mais um ataque, “uma tentativa de atentado”, que resultou na morte do próprio motorista.

Segundo Gérard Collomb, no interior do Ranault Megane foram encontrados vários explosivos e armas, incluindo uma Kalashnikov e garrafões com gás.

Na sua conta no Twitter, a polícia começou por declarar a existência da operação, pedindo que as pessoas evitassem o local. Minutos depois um segundo ‘post’ dizia apenas que a situação estava “controlada”, não havendo feridos civis a registar ou entre os agentes.

O ataque aconteceu perto de Marigny Square, tendo a estação de metro Champs-Elysées-Clémenceau sido encerrada.

A França mantém-se em estado de emergência depois de ter sido alvo de vários ataques terroristas mortais nos últimos anos.

Num dos mais recentes, um agente foi baleado fatalmente e outros dois ficaram feridos, em abril, também nos Campos Elísios, poucos dias antes da eleição presidencial.

(Artigo atualizado às 17h10)