Internacional

Presumível raptor e assassino de criança lusodescendente em França é suspeito de outro rapto

Preso e acusado do rapto e assassínio de Maelys de Araújo, Nordahl Lelandais está agora a ser interrogado por possível envolvimento no desaparecimento de um militar de 24 anos

Nordahl Lelandais, preso e acusado do rapto e assassínio de uma lusodescendente de nove anos de idade, está a ser interrogado por possível envolvimento no desaparecimento de um militar de 24 anos na noite de 11 a 12 de abril deste ano, em Chambérry, a 30 km da localidade onde ele residia e de onde desapareceu a criança filha de pai de origem portuguesa e mãe francesa.

Lelandais é suspeito dos alegados rapto e assassínio de Maelys de Araújo que desapareceu a 27 de agosto durante a festa de um casamento em Pont-de-Beauvoisin, igualmente no leste da França. Meses depois, nem o corpo da criança nem do militar foram encontrados.

Em setembro, tinha admitido que a menina esteve no interior do seu veículo, indicou o seu advogado, Bernard Méraud, à agência France-Presse.

“Ele declarou que a menina entrou no seu veículo com um rapaz, no assento traseiro, para ver se o cão [do suspeito] estava no porta-bagagem”, disse o advogado, reconhecendo que uma amostra de ADN, correspondente provavelmente ao de Maëlys, foi encontrado “no painel de controlo” da viatura.

A menina continua em paradeiro desconhecido. As autoridades inspecionaram vários lagos nos arredores de Pont-de-Beauvoisin, o lugar onde se celebrou a boda na noite de 26 para 27 de agosto, quando a menina desapareceu.