Internacional

Redes sociais iranianas mostram violência policial contra manifestantes

Estudantes em confrontos com a polícia de choque em Teerão

EPA

Disparos da polícia de choque deixam dois jovens aparentemente mortos na cidade ocidental iraniana de Dorud. Estudantes apedrejam a policia de choque em Teerão

Cristina Peres

Cristina Peres

Jornalista de Internacional

Vídeos publicados nas redes sociais mostram dois homens jovens inertes no chão e cobertos de sangue e num audio ouve-se dizer que ambos foram alvejados pela polícia de choque, quando esta disparou contra os manifestantes na cidade de Dorud na região ocidental do Irão, reporta a agência Reuters.

Ao mesmo tempo que as grandes manifestações de apoio ao Governo ocupavam o centro das principais cidades iranianas, os protestos voltaram a animar-se numa série de cidades. O mesmo aconteceu em Teerão, com os manifestantes a apedrejarem a polícia de choque na zona da grande universidade e perto das manifestações pró-governamentais.

Em registos vídeo publicados mais cedo no sábado, ouvia-se os participantes na marcha gritarem “morte ao ditador”, referindo o supremo líder Ali Khamenei.

Outras publicações nas redes sociais, desta vez na cidade de Mashhad, mostravam os manifestantes a virarem um carro da polícia e a incendiarem motos. Alguns vídeos mostravam a polícia usando bastões para dispersar os manifestantes, enquanto prendiam alguns deles. A agência noticiosa semi oficial dos estudantes ISNA reportou que a polícia tinha encerrado duas estações de metro na zona para impedir que mais estudantes se juntassem aos protestos.