Internacional

Steve Bannon deixa Breitbart News após polémica com Trump

JONATHAN ERNST/ Reuters

Saída é anunciada depois de Steve Bannon ter sido citado no polémico livro de Michael Wolff a criticar o presidente norte-americano

Helena Bento

Jornalista

Steve Bannon, antigo conselheiro de Donald Trump, deixou o cargo de diretor executivo do site Breitbart News depois de ter sido citado num livro a criticar o presidente norte-americano.

No livro “Fire and Fury: Inside the Trump White House”, do jornalista Michael Wolff, Bannon é citado a dizer que a reunião do filho do Presidente com uma advogada russa em junho de 2016, em Nova Iorque, foi “uma traição”. As declarações foram criticadas por Trump, que acusou o seu antigo conselheiro de ter perdido não só o emprego, como “a cabeça” e de “fingir estar em guerra” com meios de comunicação, aos quais “divulgou informação falsa para fazer passar-se por mais importante do que realmente era” durante os seus tempos na Casa Branca.

Larry Solov, presidente executivo da Breitbart News, reagiu à saída de Steve Bannon elogiando o trabalho e “contributo” deste. “O Steve é uma parte valiosa do nosso legado e estaremos sempre gratos pelo seu contributo”, afirmou o presidente, citado pela agência Reuters.

Bannon era diretor executivo do Breitbart News desde 2012, tendo deixado o site em agosto de 2016 para assumir o cargo de conselheiro de Donald Trump. Foi afastado em 2017 e regressou ao site, que deixa agora.