Internacional

Descoberta nova “casa dos horrores” na Califórnia. Dez filhos sofriam maus-tratos

Autoridades afirmam que o comportamento dos pais tinha “propósitos sádicos”. Os filhos viviam entre fezes, lixo e comida estragada e sofreram vários tipos de abusos

Um casal norte-americano foi detido na Califórnia por alegados maus-tratos aos dez filhos. Jonathan Allen, de 29 anos, e Ina Rogers, 31 anos, são acusados de vários crimes, incluindo negligência e tortura, tendo causado feridas, hematomas e queimaduras aos menores com idades compreendidas entre os quatro meses e os 12 anos.

Na casa desta família, situada em Fairfield, no norte de São Francisco, as autoridades encontraram um cenário de horror. Os 12 membros viviam entre fezes, lixo e comida estragada, mas não levantaram suspeitas entre os vizinhos. Nenhuma das crianças frequentava a escola, nem estava registada no ensino doméstico.

A situação – que se prolongou por vários anos – só foi descoberta depois de o filho mais velho ter sido dado como desaparecido e encontrado mais tarde a dormir num jardim próximo da residência da família.

“Eram obviamente condições insalubres e não a situação ideal para crianças ou qualquer ser humano viver. Não era claramente uma casa que não tinha sido limpa só um dia”, declarou à CNN Greg Hurlbut, tenente da polícia de Fairfield.

A polícia refere que o comportamento deste casal tinha “propósitos sádicos”. Jonathan Allene e Ina Rogers negaram contudo os abusos às autoridades, contrariando as queixas dos filhos. Só a avó materna admitiu que já suspeitava que os netos sofriam maus-tratos, apelidando o genro de “monstro”.

Neste momento, a prioridade das autoridades é garantir a segurança e o bem-estar das crianças, que estão sob custódia da Segurança Social.

Este caso faz lembrar o de outra família da Califórnia, cujos progenitores David Turpin e Louise Turpin foram em janeiro formalmente acusados de 38 crimes, entre eles tortura e sequestro dos 13 filhos.