Internacional

França confirma encontro entre Macron e Conte para discutir políticas migratórias

IAN LANGSDON // Getty Images

Encontro entre Giuseppe Conte e Emmanuel Macron mantém-se. Apesar das opiniões divergentes sobre a situação do barco Aquarius, os representantes consideram ser necessário cooperarem para uma política migratória eficaz

A presidência francesa confirmou esta quinta-feira o almoço marcado para sexta-feira em Paris com o primeiro-ministro italiano, após uma conversa telefónica em que Emmanuel Macron sublinhou que "não fez qualquer comentário que ofendesse Itália e o povo italiano".

Durante esta conversa telefónica, em que Giuseppe Conte e Emmanuel Macron "discutiram a situação do navio Aquarius e puderam apresentar as suas posições", ambos concordaram que "a Itália e a França (deveriam) aprofundar a sua cooperação bilateral e europeia para conduzir uma política de migração eficaz com países de origem e de trânsito".

"Concordaram, tendo em vista o próximo Conselho Europeu no final de junho, que novas iniciativas eram necessárias e deveriam ser discutidas em conjunto", acrescentou o Palácio do Eliseu, em comunicado.

A Itália tinha exigido um pedido de desculpas depois de o Presidente francês ter acusado o novo Governo italiano de ter tido um comportamento irresponsável ao recusar acolher um navio de resgate com 629 migrantes a bordo.

Na quarta-feira, o ministro italiano do Interior, Matteo Salvini, líder da Liga (extrema-direita), exigiu um pedido de desculpas por parte da França após o Presidente Emmanuel Macron acusar a Itália de "cinismo" e de "irresponsabilidade" por ter recusado acolher o navio Aquarius.

Caso contrário, o governante disse que acharia melhor anular o encontro previsto para sexta-feira, em Paris, entre Emmanuel Macron e o chefe do Governo italiano, Giuseppe Conte.

Durante a conversa telefónica que manteve com Conte, Macron disse que "não fez nenhum comentário para ofender a Itália e o povo italiano", sublinha o comunicado do Palácio do Eliseu.