Internacional

São Francisco elege a primeira presidente da Câmara negra

London Breed foi eleita com pouco mais de 50% dos votos numa eleição muito renhida. A cidade vive um grande boom imobiliário, com um número crescente de sem-abrigo e ruas cheias de lixo. A população afro-americana residente não vai além dos 5%

London Breed será a primeira presidente da Câmara negra de São Francisco, uma cidade muito gentrificada e com apenas 5% de residentes afro-americanos.

Criada numa habitação social pela avó, Breed ganhou com pouco mais de 50% dos votos as eleições de 5 de junho. O anúncio dos resultados foi sendo adiado porque a votação foi muito renhida e difícil de apurar.

O candidato rival, Mark Leno, que seria o primeiro presidente da Câmara homossexual, reconheceu a derrota esta quarta-feira.

Breed não é a primeira mulher a assumir a presidência da Câmara de São Francisco. Dianne Feinstein, que é agora senadora da Califórnia, estreou-se no cargo em 1978. No entanto, a presidente eleita junta-se a apenas 18 outras presidentes da Câmara negras nos EUA.

A cidade vive um boom imobiliário que está a afastar as famílias da classe operária para fora do centro urbano. O número de sem-abrigo cresce de uma forma desenfreada e as ruas estão cheias de lixo, tendo mesmo sido comparadas com as favelas dos países em desenvolvimento.