Política

Lobo d'Ávila, crítico de Cristas, anuncia renúncia ao lugar de deputado

FERNANDO VELUDO / NFACTOS exclusivo para EXPRESSO

Um dos maiores críticos da atual líder ensaiou a despedida, mas não sem deixar avisos: CDS tem de abandonar "práticas internas surrealistas", integrar e largar o discurso "bafiento da troika e da bancarrota"

Filipe Lobo d'Ávila, deputado e um dos críticos mais destacados da liderança de Assunção Cristas, vai abandonar o Parlamento "em breve". O anúncio foi feito durante a sua intervenção no congresso do CDS, que decorre em Lamego durante este fim de semana.

O discurso do ainda deputado foi em boa parte dedicado às divisões e cisões no partido que, do seu ponto de vista, não devem acontecer. "Aqui não se repetem os erros do passado: não há cisões, não há dissidências, não há birras. Aqui há paz interior". Mas deixou avisos: "Aqui tem de continuar a haver diversidade e pluralismo". Até porque, assegurou citando Cristas, "já somos um partido de primeira liga".

Apesar de "dizer e repetir que a liderança não está em discussão", Lobo d'Ávila apontou vários erros à direção de Cristas, de novo na ótica da exclusão de quem tem pontos de vista diferentes. É preciso "ter a coragem de enfrentar práticas internas surrealistas", acabar com "pequenos poderes" dentro do partido e com a noção de que "o CDS se faz apenas no largo do Caldas".

Lobo d'Ávila, que no congresso anterior liderou uma lista que elegeu 23% dos membros do Conselho Nacional, pediu a Cristas que não caia na tentaçã de "expulsar" quem não concorda consigo, "reconhecendo a diversidade". Não foi o único aviso para o futuro: também o discurso "bafiento", que "não chega às pessoas", sobre a troika e a quase bancarrota do país deve ser posto de lado, por soar a "ajuste de contas" e não reconhecer os sinais positivos da economia.

Dizendo-se "grato" ao CDS e agradecendo ao líder parlamentar, Nuno Magalhães, pela "amizade", Lobo d'Ávila deixou o palco. Foram várias as dezenas de pessoas que se levantaram para o aplaudir de pé, neste ensaio da despedida.