Política

Ferreira Leite: “Havia uma máquina que abafava as decisões do governo de Sócrates”

Para a ex-líder do PSD, fica claro que “houve uma máquina que protegeu decisões que arruinaram o país”. Uma máquina partidária - a do PS - mas também a máquina da comunicação social, que “abafou tudo isto”

Helena Bento

Helena Bento

Jornalista

Manuela Ferreira Leite considera que o PS tem responsabilidades políticas pelo “período negro” que foram os anos de governação de José Sócrates uma vez que “não ouviu nem questionou” as decisões tomadas pelo antigo primeiro-ministro socialista e “criou uma máquina que permitiu que uma única pessoa decidisse sobre tudo”.

No seu espaço habitual de comentário na TVI24, a ex-líder do PSD disse que o caso das obras públicas é a demonstração “mais evidente” deste período “negro” e considerou “criminoso andar em autoestradas com contratos PPP em que não há carros”. “Porque é que em Conselho de Ministros nunca ninguém perguntou quais seriam os encargos? Porque é que ninguém questionou nada?”.

Para Ferreira Leite, fica claro que “houve uma máquina que abafava as decisões do Governo de Sócrates” e que “protegeu decisões que arruinaram o país”. Uma máquina partidária - a do PS - mas também a máquina da comunicação social, que “abafou tudo isto”.