Revista de imprensa

Lone Star vai manter marca Novo Banco

José Carlos Carvalho

No ano passado, António Ramalho, presidente executivo do Novo Banco, tinha assumido que poderia ocorrer uma mudança de nome após a venda do Novo Banco. Tal não irá acontecer

O nome Novo Banco foi inventado à pressa, num clima de tensão, a quando da resolução do Banco Espírito Santo. Mas mesmo com um novo dono, a Lone Star, o bilhete de identidade da instituição bancária continuará a ser o mesmo, conta o “Jornal de Negócios” esta quinta-feira.

Apesar de António Ramalho, presidente executivo do Novo Banco, ter admitido, ainda no ano passado, uma mudança de nome a quando da venda, fonte próxima do fundo norte-americano disse ao matutino esta semana que não há planos para mudar a designação comercial da instituição.

Durante a cerimónia de transação no Novo Banco, que ocorreu na quarta-feira, Donald Quintin, o responsável pela área de aquisições da Lone Star, também não fez qualquer referência quanto a mudanças na marca.

Mais: assumiu uma política de continuidade relativamente àquilo que tem sido a estratégia comercial da instituição: “reconhecemos a força e relevância única do Novo Banco no apoio às pequenas e médias empresas”, disse.