Revista de imprensa

Crédito à habitação volta a aumentar passados sete anos

De acordo com dados do Banco de Portugal, divulgados esta terça-feira, as instituições financeiras emprestaram, em maio, 815 milhões de euros para a compra de casa, montante que elevou para 3.784 milhões de euros o total concedido nos primeiros cinco meses do ano

Pela segunda vez este ano, em maio, o saldo do crédito à habitação concedido pelos bancos aumentou. Ou seja, pode estar a ocorrer uma mudança de paradigma na procura de concessão de crédito para comprar casa, já que, desde abril de 2011, que a tendência era negativa, aponta o “Jornal de Negócios” esta quarta-feira.

De acordo com dados do Banco de Portugal, divulgados esta terça-feira, as instituições financeiras emprestaram, em maio, 815 milhões de euros para a compra de casa, montante que elevou para 3.784 milhões de euros o total concedido nos primeiros cinco meses do ano. Trata-se do valor mais elevado desde o arranque de 2010.

Em maio, os bancos tinham um saldo total de 92.821 milhões de euros em crédito à habitação, um valor que superou os 92.807 milhões de euros relativos ao mês anterior. Esta foi mesmo a segunda vez no espaço de três meses que o “stock” de crédito aumentou, dando sinais de inversão da tendência de queda iniciada há sete anos, escreve o matutino.