Sociedade

Salvador pediu música clássica quando surgiu um coração para o salvar

CÁTIA CASTEL-BRANCO

O cantor Salvador Sobral recebeu na sexta-feira um novo coração. Em conferência de imprensa, os médicos do Hospital de Santa Cruz que conduziram o transplante asseguram que "está muito animado e bem disposto". Após quatro horas de cirurgia, agradeceu "com boa voz"

O novo coração tem apenas um dia em si, mas já deixa Salvador Sobral "muito sorridente e muito bem disposto", assegura Miguel Abecassis, o chefe de Serviço de cirurgia cardiotoráxica do Hospital de Santa Cruz, em Lisboa. Durante a conferência de imprensa, organizada esta tarde pela equipa que ontem assegurou o transplante, foi revelado que o músico "está bem" e que foi "estóico e paciente" durante os meses de espera por um órgão compatível.

Quando a boa notícia chegou, Salvador pediu para ouvir música clássica. Ao médico que lhe trouxe a boa nova desejou sorte. Foram quatro horas, na tarde de sexta-feira, no bloco operatório. Quando acordou, as primeiras palavras do vencedor do festival da canção foram para agradecer a toda a equipa. "E disse-o com boa voz", assegura José Neves, o cirurgião José Neves, sem adiantar prazos para a alta clínica ou para a recuperação. Miguel Abecassis disse ainda que, nestas situações, há "85% de hipóteses de ter uma vida normal".

Sobre o dador nada se sabe. Nem se vai saber. "Foi um ato de generosidade e de amor muito grande. Deve-nos fazer refletir nesta época", disse Miguel Abecassis.

Os médicos sublinharam que Salvador Sobral esteve muitos meses em lista de espera. José Manuel Correia, diretor clínico do hospital, fez questão de agradecer ao Serviço Nacional de Saúde por ter sido "o palco que fez concretizar esta intervenção”.

  • Salvador Sobral já recebeu transplante de coração

    Músico que venceu a última edição do Festival da Eurovisão foi submetido a transplante esta sexta-feira no Hospital de Santa Cruz, em Carnaxide. Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental marcou conferência de imprensa para as 18h