Sociedade

Incêndios na zona centro dão prémio internacional ao Região de Leiria

Joaquim Dâmaso

Imagem captada pelo fotógrafo Joaquim Dâmaso nos incêndios de 17 de junho em Figueiró dos Vinhos deu 'prata' para o jornal. É o retrato de uma idosa "desiludida" com a tragédia

O jornal Região de Leiria venceu a medalha de prata num prémio internacional de 'design' jornalístico com uma fotografia captada nos incêndios de junho na região Centro.

A medalha de prata atribuída à fotografia da autoria de Joaquim Dâmaso - que retrata Maria Rosário, de 84 anos, residente numa do concelho de Figueiró dos Vinhos, a chorar, com um regador na mão, numa mata ainda fumegante.

A imagem ficou em segundo lugar na categoria 'Breaking News' no concurso promovido pela 'Society for News Design', organização fundada nos EUA em 1979.

Ao Expresso, o fotojornalista afirma que não estava à espera de receber este prémio de cariz internacional mas lembra que a dimensão dos incêndios que deflagraram no ano passado na zona centro colocaram o tema na agenda dos jornais de todo o mundo. "Foi um risco" ao colocar a fotografia em toda a primeira página mas que acabou por se revelar uma mais-valia para o jornal.

Joaquim Dâmaso tirou a fotografia na manhã seguinte às chamas que deflagraram na aldeia, retratando o regresso a casa da idosa, com a ajuda dos filhos. É a imagem de uma mulher "desiludida" que ainda assim não perdeu a família nem a casa. "Estava a apagar os fogachos com o regador pelo seu terreno que ficou todo queimado", explica.

O fotógrafo ainda não voltou a falar com Maria Rosário mas pondera um dia regressar à aldeia, "não numa lógica de trabalho", uma vez que, lembra, "as pessoas da região foram muito massacradas" não só com a tragédia mas também com a presença em peso da comunicação social no local.

À agência Lusa, Francisco Santos, diretor do Região de Leiria, manifestou-se "muito orgulhoso" pelo prémio - divulgado hoje pelos promotores na rede social Twitter - e sublinhou a "enorme responsabilidade" que este acarreta para o jornal "fazer cada vez mais e melhor para os seus leitores". E acrescentou: "É a primeira vez que vencemos um prémio neste concurso, que é global", assinalou.